Previsão para o jogo River Plate x Tigre 02/06/24
12 21:40, 28 maio 2024 Tipsta

Previsão para o jogo River Plate x Tigre 02/06/24

River Plate em busca de recuperar o caminho da vitória.

No próximo dia 2 de junho será realizado no Estádio Monumental, em Buenos Aires, o confronto entre River Plate (mandante) e Tigre (visitante), que corresponderá à quarta rodada da Liga Profissional Argentina.

A equipe 'millonária' chega após ter sido derrotada na rodada anterior pelo Argentinos Juniors. Anteriormente, conseguiram vitórias nas duas primeiras rodadas, contra Belgrano e Central Córdoba. Em geral, estão na sexta posição com 6 pontos acumulados.

Tigre, por sua vez, teve um início de temporada pouco promissor, pois só conseguiu um empate (Rosario Central) e foi derrotado pelo Estudiantes e, na rodada anterior, pelo Racing por um marcador expressivo de 0-4. Esses primeiros jogos resultaram em uma posição muito ruim na classificação: estão na antepenúltima posição.

⚔️ Confrontos Pessoais

Historicamente, ambos os clubes se enfrentaram em 20 ocasiões, com grande predominância de resultados a favor da equipe da capital argentina.

  • 29 gols a favor e 10 vitórias para o River Plate (todas na liga argentina)
  • 5 empates (todos na liga)
  • 24 gols anotados e 5 vitórias para o Tigre (4 na liga argentina e 1 na Copa)

Nos últimos 10 confrontos na liga, também há um amplo favoritismo para o River, com 5 vitórias, 4 empates e 1 derrota.

🦶 Possíveis Escalações

River Plate: F. Armani, A. Sant'Anna, L. González Pires, P. Díaz, M. Casco, R. Vilagra, R. Aliendro, C. Echeverri, E. Barco, M. Borja e F. Colido.

Tigre: F. T. Zenobio, M. Ortega, T. J. Fernández, M. Lomónaco, A. Marchese, M. Garay, A. Cardozo, T. Galván, G. Marioni, B. Armoa e L. Contin.

📋 Análise das Estatísticas (somente Liga Profissional)

River Plate:

Última partida: Vêm de uma derrota para o Argentinos Juniors por 1-0, em um jogo onde, apesar de controlar a posse de bola em 56.9%, só foram capazes de chutar a gol uma vez. Apesar das expectativas anteriores, a equipe de Martín Demichelis não conseguiu encontrar seu ritmo e sofreu sua primeira derrota no torneio. O golaço de Alan Lescano, que viu Franco Armani adiantado e encobriu a bola com uma ótima finalização, fez a diferença no placar.

Ataque irregular: Tiveram dois jogos muito bons no ataque, no entanto, no último se mostraram muito inconsistentes neste aspecto. No total, marcaram 6 gols, com uma média de 2 por jogo. Geram 2 chances claras por jogo, mas têm sido muito imprecisos, falhando 1.7 delas. Acumulam uma posse de bola superior a 66.3% e Facundo Colidio é seu artilheiro no torneio (3).

Excelentes na defesa: Conseguiram 2 jogos sem sofrer gols em 3 jogos e têm uma média de apenas 0.3 gols sofridos por partida. Não cometeram erros que resultaram em chutes a gol ou gols do adversário e também não cometeram pênaltis contra. Além disso, recuperam 61.3 bolas por jogo e ganham quase 53% dos duelos disputados.

Tigre:

Última partida: Foi a pior das disputadas até agora, pois o Racing os atropelou completamente, com uma goleada escandalosa de 0-4, com gols de Gastón Martirena, Adrián Martínez, Maximiliano Salas e Juanfer Quintero. Viu-se uma equipe com muitas deficiências tanto no ataque quanto na defesa, sendo incapazes de conter a 'Academia', mas também não conseguiram gerar perigo no gol adversário. Para ter uma temporada sem muitos sustos em relação ao rebaixamento, devem melhorar muitas coisas tanto no nível tático quanto no desempenho de seus jogadores.

Ataque muito fraco: São o pior ataque nas 3 primeiras rodadas, com apenas um gol marcado, uma média de 0.3 por jogo. Geram apenas 0.3 chances claras por partida (ou seja, apenas 1) e falharam, também não foram capazes de gerar pênaltis a favor. No entanto, a equipe mantém a posse de bola em 56.7% e completou 2 contra-ataques bem-sucedidos. O único jogador que marcou gol pela equipe é Gonzalo Maroni.

Defesa fraca: Embora seja verdade que neste aspecto estão muito condicionados pelos 4 gols do Racing, anteriormente só haviam permitido 1 gol nos outros 2 jogos, então o total de gols sofridos é de 6 e nenhuma partida sem sofrer gols. Cometeram 1 pênalti e 2 erros que resultaram em chutes a gol do adversário.

Possíveis Apostas de Acordo com as Estatísticas

Vencedor da partida: River Plate. Mostrou uma impressionante capacidade ofensiva ao marcar 6 gols nos últimos 3 jogos, com uma média de 2 gols por jogo. Além disso, defensivamente foram sólidos, concedendo apenas 1 gol nos mesmos jogos. Comparativamente, o Tigre teve dificuldades tanto ofensivas quanto defensivas, marcando apenas 1 gol e sofrendo 6 em 3 jogos.

Quantidade de gols Mais de 2.5. O River Plate tem uma média de 2 gols marcados e 0.3 gols sofridos por jogo, enquanto o Tigre marca 0.3 gols e sofre 2 gols por jogo. Isso sugere que o River provavelmente marcará vários gols enquanto o Tigre poderá ter dificuldades para encontrar a rede.

Quantidade de cartões amarelos Mais de 4. Observando as estatísticas disciplinares, o River Plate recebe uma média de 3.7 cartões amarelos por jogo, enquanto o Tigre tem uma média de 2.3 cartões amarelos por jogo. Isso nos dá um total combinado de 6 cartões amarelos por jogo. Além disso, a intensidade e a competitividade do jogo podem aumentar a probabilidade de faltas e, consequentemente, de cartões amarelos.